04 indicadores a serem monitorados em um confinamento de gado de corte

Conheça a melhor forma para começar a medir os principais indicadores em um confinamento de gado de corte!
por Suporte - 25/02

Sabemos que sem um direcionamento qualquer empresa perde o rumo. Por isso, é fundamental definir metas e avaliarmos constantemente se elas são atingidas, só assim é possível aprimorar diariamente os processos que  executamos, para garantir que o negócio atinja o resultado esperado.

No confinamento, podemos dizer que isso é acentuado, pois nesse sistema intensivo, com a margem de lucro estreita, qualquer falha de processo pode ser crucial para determinar o resultado dos animais e, consecutivamente, da fazenda. 

confinamento de gado

Gestão da Rotina de Confinamento já foi discutida no nosso blog anteriormente, nesse texto citamos importância da avaliação dos desvios de carregamento, fornecimento e consumo, que devem ser controlados diariamente em busca de resultados mais efetivos.

Hoje vamos discutir mais quatro indicadores que, aliados a esse monitoramento das rotinas, serão fundamentais para você garantir o resultado produtivo e financeiro no seu próximo giro.

Controle da eficiência

Vemos uma preocupação muito grande dos gestores em utilizar o ganho de peso como principal indicador para mensuração de sucesso produtivo dos animais.

Mas na verdade, só esse dado não é suficiente para definir completamente a capacidade produtiva do animal.

Para uma análise mais aprofundada, podemos utilizar dois indicadores que levam em conta consumo, ganho de peso e rendimento de carcaça, são eles:

  • Conversão alimentar que é a relação do quanto de alimento o animal precisa ingerir (MS) para que ganhe um quilo de peso vivo.

  • Eficiencia biológica que representa o quanto o animal precisa consumir (MS) para produzir uma @.

Esses indicadores são parecidos, mas seus resultados nos levam a caminhos diferentes e uma análise combinada dos dois é o indicado para saber, além da eficiência desse animal em produzir, o quanto dessa produção do animal é convertida efetivamente em rendimento de carcaça. 

Essa análise se torna mais relevante a partir do momento que entendemos que animais com maior eficiência, apresentam menor custo para seu ganho de peso, pois eles precisam consumir menos alimento para aumentar o peso de carcaça.

Inclusive sendo essa eficiência o fator que pode ser usado para seleção de melhores animais para os próximos giros.

confinamento de boi

Gestão dos custos

Além do controle da eficiência dos animais, uma gestão dos custos bem feita, é essencial para que a lucratividade da atividade seja garantida.

Com isso, devemos saber o custo total do negócio, mas não só isso, deve-se separar os tipos de custos entre custos do trato e custos indiretos para entendermos o que tem pesado mais no bolso e consequentemente fazer uma gestão mais efetiva do orçamento. 

A partir disso, três parâmetros que devem ser observados para acompanhar a saúde financeira do seu confinamento são:

  • Custo do trato - Também chamado de  custo de nutrição, indica o quanto é gasto especificamente apenas com a nutrição animal. Tendo em vista que esse é um dos maiores custos do confinamento, é necessário que o acompanhamento seja feito levando em consideração a variação de preço dos insumos e impacto disso no lucro projetado.

  • Custo de diária do confinamento - é quanto custa a manutenção de cada cabeça por dia de confinamento, considera os custos com nutrição e operação, é um fator confiável para avaliar custo da atividade. Alterações em preço de insumos, gastos com médicos veterinários e manutenção de maquinário por exemplo, terão seu impacto refletido nesse valor.

  • Custo da @produzida -  é a divisão do custo total do período confinado, pela quantidade de arrobas produzidas. Esse indicador é bastante versátil pois abrange fatores financeiros e produtivos. Associado a outros pode nos mostrar sobre a lucratividade da atividade, bem como pode nos mostrar a efetividade do confinamento em diferentes giros, com diferentes dietas e ingredientes, validando também técnicas e ferramentas utilizadas em determinados períodos.

Como usar estes indicadores?

Com base no planejamento financeiro, definimos nossas metas de desempenho produtivo, operacional e econômico da atividade.

A partir disso, o ideal é que os indicadores sejam usados como um comparativo de previsto x realizado, para que todos os interessados na fazenda acompanhe periodicamente o panorama e contribuam para atingir o plano traçado.

Esse controle tanto reduz o estresse na tomada de decisão, quanto facilita a visualização e aproveitamento de cenários favoráveis.

confinamento de gado

Sabemos que gerir as informações da fazenda para chegar nessas métricas não é uma tarefa fácil, exige tempo e dedicação do gestor entre cálculos e comparações de tabelas no fechamento de cada mês para descobrir se as metas estão sendo batidas, bem como preparando apresentações para entregar esses indicadores para todos.

Nesse ponto, o Prodap Views Prime pode ser seu aliado. Um exemplo é no relatório Consolidado de animais, que nos traz todos esses indicadores, dentre outros, em tempo real para todos os usuários da fazenda.

Esse sistema confere mais agilidade para a rotina da fazenda, pois todos tem acesso aos mesmos dados simultaneamente, fato que permite otimização do tempo que antes era gasto fazendo o fechamento dos relatórios manualmente.

Ele pode ser direcionado para uma análise mais efetiva e aprofundada dos dados, melhorando assim, a tomada de decisão a partir deles e consequentemente os resultados do seu confinamento.

Agende uma conversa com um dos nossos consultores e conheça o Prodap Views!

Sobre Suporte

Deixe seu Comentário

Você também pode se interessar

Fique por dentro das nossas novidades

Inscreva-se em nossa newsletter