Agentes da Transformação: Os talentos Tech - Anaís Camacho

Para inspirar outras pessoas que acreditam nessa transformação, vamos contar a trajetória de grandes profissionais que nos ajudam a escrever a nossa história.
por Caroline Cabral em 04/Mar/2021

A Prodap é feita de pessoas incríveis que estão revolucionando a pecuária!

Para inspirar outras pessoas que acreditam nessa transformação, vamos contar a trajetória de grandes profissionais que nos ajudam a escrever a nossa história. Representando o time de Tecnologia e experiência do cliente, convidamos a Anaís Camacho, uma das nossas consultoras da área, para contar sua história de quase 4 anos na Prodap! 

Quem é a Anaís Camacho?

Mineira, formada em Medicina Veterinária pela Universidade Federal de Uberlândia, nunca pensei que pudesse unir a minha paixão pela pecuária e a vocação pelos computadores. Desde criança eu sempre acompanhei todas as invenções tecnológicas que iam sendo lançadas, por ser dos anos noventa, fui crescendo junto com essa evolução toda. Não me canso de contar que minha mãe me acordava cedo para eu ligar o computador para ela! 

Hoje moro em Unaí junto com meu namorado Rafael e meu cachorro Zeca, tenho alguns hobbies sobre comportamento animal, principalmente de cães por causa do Zeca e também de acompanhar as revoluções que a pecuária traz.

Durante a faculdade eu trabalhei com consultoria na empresa júnior que é uma possibilidade que as faculdades têm para nos ajudar a entender o mundo corporativo. Aprendi, por exemplo, sobre departamentos, centros de custo, RH, gestão, projetos... Foi bem bacana essa experiência e foi além do contato no campo. Depois que me formei, trabalhei nos Estados Unidos, um ano na fazenda e mais cinco meses na Universidade. 

Nesse um ano eu era auxiliar do gerente, e aprendi muito mais sobre como a tecnologia ajuda também a produtora se desenvolver. Depois que voltei para o Brasil, trabalhei por um tempo na área comercial, pude entender como trabalhar em equipe. Depois, em 2017 eu entrei na Prodap para trabalhar com o software SmartMilk. Comecei na Prodap já como “analista de serviços de softwares”, depois o nome mudou para “Consultoria de tecnologia experiência do cliente”

No início tínhamos pouquíssimos clientes, hoje mais do que multiplicou por cem essa quantidade. Na época, sabíamos nome, idade, tipo de pessoa...Hoje não dá mais para saber tudo de có (risos). Fazíamos tudo, desde comercial, implantação, suporte e definição de papéis… Com o tempo, conseguimos definir todos os papéis separadamente. Com certeza, para mim o SmartMilk é o melhor Software do mundo, então estou muito satisfeita e tranquila onde eu estou.

Quais foram os maiores desafios da sua carreira e o que eles te ensinaram?

Pensando em grandes desafios, acho que tive dois que marcaram bastante minha carreira. O primeiro que tive em área comercial foi em equipe. Eu tinha acabado de voltar de um estágio, começando a trabalhar com outra cultura. Tive dificuldades para me adaptar a equipe e isso me fez acreditar mais em mim, tentar colocar o que eu acredito e não se deixar afetar pelo que os outros acham. Isso me ensinou a ser uma profissional muito mais tranquila em relação ao que eu sei e posso entregar. 

Na Prodap um grande desafio que eu tive foi logo quando eu entrei. Era realmente aquilo que eu queria, fui me apaixonando cada vez mais pela área, mas eu estava muito longe de casa, não tinha muito apoio em Belo Horizonte, então eu ficava nesse dilema entre ficar mais próxima da família ou continuar na Prodap. Até que eu consegui, junto a Prodap, trabalhar 100% home office. Em abril faz dois anos que estou trabalhando em home office e isso foi um desafio.

Quais são seus conselhos para quem está iniciando a carreira?

A dica principal é equilíbrio. Quando nos graduamos, temos uma ansiedade muito grande de querer tudo naquela hora,  eu acho que as coisas não são assim, temos que entender que existe tempo certo para tudo.  Outra dica boa também é não negar nada, por exemplo: se você for chamado para um processo seletivo mas não sabe se quer a vaga, vá e faça a entrevista, talvez você tenha a oportunidade de se apaixonar por essa empresa. Equilíbrio e paciência são as principais coisas no início de carreira.

Qual é o futuro da pecuária para você?

Essa eu vou ter que ser clichê! O futuro da pecuária na minha visão é a tecnologia mesmo, tudo que demanda muito esforço ou força bruta eu acredito que vai ser substituído pela tecnologia. Antigamente o consultor tinha de ficar indo na fazenda, vendo vacas o tempo todo e era taxado de ruim se ficasse no computador. Isso está mudando, a informação está correndo muito rápido. A tecnologia hoje não é mais luxo, é necessidade, já chegou na pecuária e está avançando cada vez mais.

Como que seu trabalho pode contribuir para o futuro da pecuária?

Acho que principalmente usando a informação que o consultor já tinha e transformando em mudança de postura e mudança de ações dentro da fazenda. Hoje eu trabalho com SmartMilk, que é um software. A maioria dos produtores já tinha um software, até nosso próprio antigo, só que as pessoas não sabiam o que fazer com esses dados. O meu trabalho está contribuindo para as ações que o produtor deve tomar em cima daquele software. Não basta ter aquela informação, eu preciso saber o que fazer com ela. O importante é mudar o mindset desses produtores para uma tomada de ações da produção. 

 

Se você quer conhecer um pouco mais sobre o trabalho da Prodap na pecuária leiteira, você pode dar uma conferida nos conteúdos:

Se você se identifica com nosso jeito de ser e quer fazer parte do time,  acompanhe nossa página de carreiras e se inscreva para receber conteúdos exclusivos!

 

Sobre Caroline Cabral

Psicóloga atuando como HR Planning com foco na gestão da marca empregadora Prodap. Cuidando de experiências para encantar pessoas!

Deixe seu Comentário

Você também pode se interessar

Fique por dentro das nossas novidades

Inscreva-se em nossa newsletter