Controle leiteiro: Saiba o que é, como e porque fazer!

O controle leiteiro é uma das formas de analisar o desempenho zootécnico das vacas em lactação, mas você sabe quais dados devem ser coletados nesse controle para facilitar a tomada de decisões?
por Anne Débora Borges de Souza em 20/Jul/2021

O que é controle leiteiro?

O controle leiteiro nada mais é do que o processo de pesagem do leite das vacas em lactação, a fim de se conhecer a real produção do animal, estimar a produção mensal e ainda registrar esse valores.

Assim, podendo gerar um histórico da produção ao longo da lactação e também compará-los com lactações encerradas.  

A pesagem do leite deve ser feita uma vez ao mês em todo o rebanho e deve incluir toda a produção diária do animal, ou seja, em fazendas com duas ou três ordenhas deve-se somar o leite produzido pela vacas em todas as ordenhas, para que os valores não sejam subestimados.

Além disso, a pesagem deve incluir também os animais que estão em descarte de leite e tratamento.

vaca na ordenha

Quais dados devem ser registrados?

Para que as informações sejam analisadas de forma correta é indispensável que no momento da pesagem sejam identificados:

  • Número da vaca;
  • Nome da vaca;
  • Produção em todas as ordenhas;
  • Lote;

Com o software de gestão de fazenda leiteira Smartmilk, além dessas informações, nós conseguimos identificar também:

  • Data do último parto;
  • Dias em lactação (DEL);
  • Estado reprodutivo do animal

controle leiteiro

No Smartmilk, a ferramenta de controle leiteiro facilita o processo de lançamento de dados, uma vez que as informações do animal já estão registradas no sistema e o produtor/ordenhador lança apenas a pesagem pelo computador ou diretamente pelo celular.

Associado à pesagem, pode ser realizada também a coleta de leite individual das vacas para a análise de qualidade, identificando percentuais de gordura, proteína, lactose e também a CCS individual.

Utilizando esse sistema de gestão, podemos importar os resultados de qualidade do leite e visualizá-los juntamente com a pesagem e as demais informações do animal.

controle leiteiro

Podemos ainda reorganizar o painel e selecionar quais resultados serão mostrados primeiro, como animais com a maior produção (destacado em vermelhor) e animais com a maior CCS (destacado em amarelo) analise do controle leiteiro

O que fazer com os resultados do controle leiteiro?

Após a pesagem e análise da qualidade do leite, o produtor será capaz de identificar quais o melhores animais do rebanho, qual a produção média no pico de lactação, como está a saúde da glândula mamária (pelos níveis de CCS) e como está a nutrição dos animais (com base nos índices de gordura e proteína).

Com esses resultados em mãos é possível:

  • Selecionar as vacas de maior produção;
  • Reorganizar os lotes de acordo com a produção de leite (alta, média e baixa) e adaptar a dieta;
  • Descartar animais com produção ruim;
  • Selecionar as filhas das melhores vacas e manter no rebanho animais de alto desempenho;
  • Estimar a produção média do rebanho e compará-la ao longo do tempo;
  • Utilizar essas informações como propaganda positiva no momento de comercializar animais.

A adoção do controle zootécnico é de extrema importância para garantir o sucesso da produção leiteira.

O produtor que não realiza esse controle, não consegue manter uma boa gestão do seu rebanho e perde espaço no mercado.

Iniciar as anotações permite o maior controle do rebanho e, consequentemente, melhores resultados financeiros.

Converse agora com um dos nossos especialistas e saiba mais sobre o Prodap Smartmilk, o sistema de gestão do rebanho leiteiro mais completo, integrado e fácil do mundo!

Sobre Anne Débora Borges de Souza

Graduanda em Medicina Veterinária na Universidade Federal de Minas Gerais, estagiária comercial da cadeia do leite na Prodap. Apaixonada pela produção leiteira e pelo compartilhamento de conhecimentos técnicos da área.

Deixe seu Comentário

Você também pode se interessar

Fique por dentro das nossas novidades

Inscreva-se em nossa newsletter