]

Pico de produção: Comparando a eficiência produtiva com o Smartmilk

É muito difícil comparar a eficiência produtiva na fazenda ou até mesmo individualmente, pois os animais estão sempre em um estágio distinto de produção de leite. Saiba como o Smartmilk faz isso automaticamente:
por Parceiros PRODAP - 29/01

Vamos imaginar que você chega em uma propriedade e se depara com duas vacas. A informação que chega a você de imediato é: uma produz 25 L/dia e a outra 31 L/dia, e então você se pergunta, qual vaca é a melhor em produção?

Sabemos que é muito difícil comparar a eficiência produtiva dos animais a nível de fazenda ou até mesmo a nível individual, pois os animais estão sempre em um estágio distinto de produção de leite. Nesse texto você vai ver como, com o PRODAP smartmilk, esse índice se torna algo fácil de acompanhar.

Comparando a eficiência produtiva das vacas

bovino leiteiro

Se em uma fazenda todos os animais tivessem nascido no mesmo dia, ficado gestante na mesma época e parido no mesmo dia, teríamos um rebanho perfeito para uma a comparação da eficiência produtiva dos animais.

Afinal, as variáveis como idade, época de gestação e dias em lactação, seriam as mesmas para todos animais mas, no entanto, sabemos que isso é impossível no mundo real.

Sempre haverá um grupo de vacas no início, meio e final de lactação, bem como vacas no leite de primeira, segunda ou quinta lactação, podendo elas estarem ou não gestantes.

Todos esses fatores individuais dos animais impactam muito na comparação da eficiência produtiva da vaca.

Desta forma, sabemos que por mais que os animais estejam no mesmo grupo/lote, suas condições nunca são exatamente as mesmas, mas é importante ressaltar que as flutuações de produção de leite por grupo/lote são sempre influenciadas pelo manejo, e é no manejo que devemos estar atentos!

Pico de produção padrão

No PRODAP smartmilk você pode ter acesso a um quadro chamado Pico do Produção Padrão, que o PPS faz é justamente corrigir os fatores correlacionados ao animal (Idade, momento de gestação e número de dias em lactação) que influenciam a produção de leite.

Como funciona?

Essa correção é feita por meio de cálculos que corrigem a produção de leite momentânea das vacas para um mesmo momento produtivo: Vaca adulta (5,7-7,7 anos), DEL = 50 (pico) e momento de gestação.

Tendo esses fatores corrigidos, podemos comparar o valor do PPS de qualquer vaca e em qualquer momento da lactação umas com as outras. 

Se avaliarmos a produção de leite por si só, não poderemos dizer se a produção no momento é boa ou ruim por não saber por exemplo o momento da curva de lactação do animal, pois é normal que a produção de leite venha caindo com o passar do tempo após o pico de produção.

Então é mais importante saber em que momento da curva de produção a vaca se encontra para, depois, analisar a sua eficiência produtiva, além é claro de considerar seu estágio reprodutivo e sua idade.

Avaliando o grupo

Mas uma análise dessa magnitude não é tão simples para um animal, imagine então para um grupo/lote de animais! No entanto com PPS - exclusivo no Smartmilk, essa análise se torna simples, pois o programa já faz todos os cálculos considerando as pesagens registradas.

No gráfico abaixo temos uma análise de PPS por grupo/lote, vamos analisar o quadro:

pico de produção padrão ruim

> No eixo Y a escala para produção de leite e valor do PPS. | No eixo X temos o intervalo de DEL que o animal se encontra. 

> Cada vaca é considerada por dois pontos, sendo última pesagem de leite registrada do controle leiteiro (triangulo verde), e o valor do PPS atribuído (losango azul).

> A média de produção de leite dos animais no mesmo intervalo de DEL é representada pela linha verde e a média da PPS pelos retângulos em amarelo.

Podemos ver que todos os animais do primiemro intervalo (DEL 5-60), além de terem a média de produção de leite (linha verde) menor quando comparado com as outras fases, possuem uma PPS próxima de 30.

Enquanto isso outras primíparas em outros intervalos de DEL expressam um melhor desempenho com média de PPS acima de 35 e 40, ou seja, neste exemplo temos selecionado um lote de primíparas e claramente observamos que esses animais não estão tendo pico de lactação.

Como a produtividade desses animais deveria estar?

Os valores para PPS ideal são aqueles que permanecem no seu máximo e estável em todas as fases, ou seja, a curva de PPS em azul deveria ser o mais próximo possível de uma reta e os retângulos em cada intervalo de DEL com a altura mais próxima possível um do outro.

Isso porque o valor da produção, independentemente da fase produtiva do animal, é corrigido para o mesmo momento de todos os animais. Então um rebanho que está expressando o seu máximo produtivo, deve apresentar um valor de PPS o mais constante possível.

Isso é importante pois é desta forma que desconsideramos o fator animal e focamos no fator manejo.

Considerando essa situação, é visível um GAP no manejo dos animais nesse intervalo de 5-60 dias de DEL nas primíparas então os fatores de manejo devem ser analisados, como: dieta, lote superlotado, escore no pós-parto, etc. 

Já neste gráfico temos um lote de animais de segunda lactação. Observamos que esses animais, diferentemente dos animais do primeiro gráfico, apresentaram pico de produção, pois a linha verde no intervalo de DEL entre 05-60 está maior do que todas outras fases.

Observamos também que, embora elas estejam apresentando um melhor desempenho de PPS no intervalo de DEL entre 120-200, a diferença nas primeiras 3 fases é baixa.

Devemos nos preocupar quando a diferença da PPS entre as fases subsequentes é maior que 4 pontos, pois isso implica em perda significativa de produção, como é o caso do intervalo final da curva de lactação, DEL entre 200-305.

A queda na produção de leite nesse intervalo foi drástica (observe o valor médio de produção de leite) e por consequência o PPS caiu cerca de 10 pontos, o que indica algum problema sério no manejo nos animais nessa fase.

Uma única pesagem de leite já é o suficiente para o programa calcular a curva de lactação encerrada do animal (305 dias) e o PPS, mas obviamente quanto maior for o número de pesagens de leite registrados de uma animal, mais acurado será esses valores.

Essa é uma ferramenta extremamente útil e exclusiva do Smartmilk, que facilita muito a análise de eficiência produtiva de seu rebanho, identificando falhas de manejo. O programa apresenta diversas outras análises de PPS e relatórios fáceis de serem interpretados, e nossa equipe de suporte está a disposição para qualquer esclarecimento.

Conheça o PRODAP smartmilk, o seu software de gestão para a pecuária leiteira

Nayara Magalhães Gonçalves

 

Sobre Parceiros PRODAP

Publicações da PRODAP em diversas mídias.

Deixe seu Comentário

Você também pode se interessar

Fique por dentro das nossas novidades

Inscreva-se em nossa newsletter