Ganho de Peso Médio Diário (GMD) da Recria: Por que e como monitorar?

Pesar os animais jovens e monitorar esse indicador da recria nos permite avaliar como está a eficiência do sistema de criação de bezerras e novilhas da fazenda. Veja por que e como monitorar o Ganho de peso médio diário da recria!
por Cláudia Ribeiro em 13/Apr/2021

A recria é uma categoria muito importante na fazenda, pois precisamos dela para reposição dos animais de produção do rebanho.

Além disso, poder ser usada também como uma fonte de renda a mais para a propriedade quando pensamos na venda dos animais excedentes à reposição do rebanho.

Saiba como e por que monitorar o Ganho de peso médio diário (GMD) da recria na sua propriedade!

recria

Recria eficiente

Para ser eficiente, a cria e a recria devem apresentar um bom desenvolvimento desde a fase de aleitamento até a primeira inseminação.

Na cria, temos o primeiro peso do animal que é o peso ao nascimento, a partir dele seguimos o monitoramento de peso através de pesagens periódicas.

Almejamos nessa fase, que esses animais dobrem o peso ao nascimento por volta dos 56 a 60 dias de vida.

Atingida essa meta, continuamos com as pesagens periódicas até o desmame.

A finalidade nessa fase é ter animais com bom ganho de peso, consumindo ração para serem desmamados com peso e idade ideais, que irão variar de raça para raça.

Saiba mais: Boas práticas de manejo, cuidados, aleitamento e desmame de bezerras leiteiras

Após o desmame, o monitoramento de peso se estende até a primeira inseminação.

Nessa fase, o que se busca são animais com um bom ganho de peso diário a fim de atingirem a puberdade e serem inseminados por volta dos 12 meses de idade com 350 kg.

Esses valores também variam de acordo com a raça que estamos trabalhando.

Por que monitorar o Ganho de Peso Diário da Recria?

Ter esses indicadores bem definidos e como meta da fazenda, faz toda a diferença no financeiro da atividade.

Veja também: Como reduzir os custos de produção de leite nas propriedades leiteiras?

Essa categoria, desde o nascimento, apresenta alto custo de criação e por isso monitorar o GMD (Ganho de Peso Diário) para buscar cada vez mais eficiência nessas fases é tão importante.

Uma boa criação de bezerras e novilhas nos permite ter animais com menor idade à primeira Inseminação Artificial e consequentemente menor idade ao primeiro parto.

Animais que demoram a entrar na puberdade, permanecem mais tempo na recria atrasando sua idade ao primeiro parto.

bezerro holandes

Como monitorar o Ganho de peso médio diário?

O acompanhamento do ganho de peso por meio de uma curva por representação gráfica se torna bem visual para o produtor e para os colaboradores responsáveis pelo manejo desses animais.

O Smartmilk, o software de gerenciamento das atividades de pecuária leiteira mais utilizado no mundo, nos permite o lançamento das pesagens periodicamente e o monitoramento desse indicador por meio da curva de ganho de peso e a projeção esperada de ganho de peso dos animais em cada fase.

gmd

Após serem inseminadas e confirmadas como prenhes, esses animais continuam tendo exigências nutricionais para crescimento e depois para gestação.

Nessa fase, poucas fazendas fazem monitoramento do peso por meio de pesagem mensal, mas o monitoramento do escore de condição corporal deve ser constante, pois esses animais precisam parir com uma boa condição corporal para expressarem seu potencial produtivo.

Uma boa novilha, devem produzir em torno de 60% ou mais da produção dos animais adultos e ainda continuar crescendo para atingir seu peso adulto.

Com o monitoramento do GMD é possível identificar as oportunidades para maior eficiência nessas fases é ter como resultado animais entrando em produção mais cedo e com uma boa condição para expressarem seu potencial produtivo ao longo da vida produtiva.

Como obter maior eficiência na recria?

A eficiência é obtida por meio de programas nutricionais estratégicos formulados de acordo com a exigência em cada fase dos animais.

Um planejamento nutricional tem a capacidade de acelerar ou reduzir as taxas de crescimento e ganho de peso dos animais.

Dietas balanceadas em proteína e energia nessa fase são de extrema importância, pois podem também prejudicar o desenvolvimento da glândula mamária da futura vaca do rebanho.

Por isso, alinhar tecnologia, nutrição e consultoria técnica é indispensável para propriedades que desejam aumentar seus lucros com a atividade leiteira.

Fale com um dos nossos especialistas e conheça o Prodap Smartmilk, o melhor software para gestão de fazendas leiteiras!

Sobre Cláudia Ribeiro

Formada em medicina veterinária pelo Uni bh e pós graduanda em Nutrição de bovinos pela Fazu. Atualmente, consultora do time leite apaixonada por vacas e por pessoas!

Deixe seu Comentário

Você também pode se interessar

Fique por dentro das nossas novidades

Inscreva-se em nossa newsletter