]

Saúde dos cascos das vacas leiteiras: Como monitorar e evitar problemas?

Assim como problemas reprodutivos, as lesões podais em bovinos leiteiros precisam ser diagnosticadas precocemente e vigorosamente monitoradas. Veja como prevenir e monitorar problemas nos cascos das vacas
por Kézia Menezes em 24/Jul/2020

Assim como problemas reprodutivos, as lesões podais em bovinos leiteiros precisam ser diagnosticadas precocemente e vigorosamente monitoradas. Isto porque, a incidência de injúrias nos cascos do rebanho pode ocasionar queda na produção e qualidade do leite, maior intervalo entre partos, escore corporal abaixo do necessário, descarte precoce dos animais, etc...

Todos essas ocorrências vêm acompanhadas de gastos financeiros com medicamentos, consultas, exames ocasionando uma queda na produtividade e lucratividade da fazenda. Nesse texto você vai entender como prevenir e monitorar problemas nos cascos das suas vacas leiteiras!

O que pode originar problemas nos cascos de vacas leiteiras?

Segue abaixo alguns fatores que podem desenvolver estes problemas:

Higienização inadequada

O ambiente dos animais deve ser limpo frequentemente, evitando assim acúmulo de fezes e urina, mantendo o local seco e com menor possibilidade de contaminação por agentes infecciosos.

Além disso, é importante manter o menor número de animais por área, levando em conta que quanto mais animais aglomerados, maior volume de fezes e urinas serão acumuladas.

casco bovino com doença

Tipo de piso e profundidade da cama

Pisos de cimento e camas de fina espessura, por exemplo, podem ser desconfortáveis para os bovinos. Esse desconforto impõe maior tempo em posição quadrupedal, provocando uma grande sobrecarga nos membros.

Pasto: barro, água, pedras e buracos

Este sistema possui a vantagem de desenvolver um desgaste uniforme do casco, mas em contrapartida, o ambiente úmido devido a poças de água e barro podem aumentar a proliferação de agentes infecciosos. Pedras e buracos podem estar no caminho destes animais, que ao se chocarem, podem ocasionar traumas.

Não utilização de pedilúvios 

Os pedilúvios são utilizados a fim de desinfetar os cascos dos animais, na entrada e saída da sala de ordenha. Previnem as lesões de cascos e sua utilização deve ser feita de forma consciente, levando em conta:

  • Diluição (Em altas concentrações podem irritar a pele do animal);
  • Número de animais (Pode sujar excessivamente a substância);
  • Profundidade (Ideal que a substância atinja a sobreunha do animal);
  • Condições do casco (Cascos muito sujos impedem a ação desinfetante).

Como prevenir e diagnosticar precocemente problemas nos cascos?

Observando os animais

Um dos sinais que nos indicam que podem existir problemas nos cascos de vacas leiteiras é a claudicação, que é a mudança de postura desses animais ao se moverem, podendo ser associada à dor. A postura ideal é a coluna vertebral reta, sem se curvar, mantendo os membros apoiados no chão. 

Análise clínica junto com o médico veterinário

vaca com problema nos cascos

É importante manter uma frequência de análise dos dígitos juntamente com o veterinário, para que seja diagnosticado lesões como hemorragias de sola, erosão de talão, sola dupla, rachadura horizontal e vertical, logo no início. 

Limpeza e rotina de prevenção

Nosso time entende que é muito importante manter rotinas de prevenção e tratamentos, para cessar problemas no começo, evitando gastos financeiros acima do esperado. Por isso, nosso software Prodap smartmilk possui a ferramenta “Lista de tarefas”. 

Através dessa ferramenta, o médico veterinário poderá criar tarefas para o produtor cumpri-las ao longo do mês ou tarefas que o próprio produtor estabeleceu como meta, por exemplo:  

    • Limpeza do casco

    • Rotina de medicação para tratamento de lesões podais

    • Rotina de utilização de pedilúvios  

    • Limpeza do ambiente dos animais

Além disso, custos com tratamentos podais, por exemplo, poderão ser registrados no Prodap smartmilk, para que assim o produtor tenha controle financeiro desse tipo de ocorrência em sua fazenda. 

limpeza de cascos de vaca com software

Como posso fazer o controle do manejo correto dos cascos no rebanho com o Prodap Smarmilk?

Frequencia de claudicação

No Prodap smartmilk temos o menu “Evento saúde”. Nesse local, o produtor e o consultor veterinário poderão registrar todos os eventos relacionados à saúde das vacas leiteiras. Esse menu é importante para analisarmos se estamos errando no bem estar animal ou se é uma predisposição genética, por exemplo. 

Com essa ferramenta, os profissionais ficam mais inteirados sobre animais que estão frequentemente com problemas nos cascos e assim analisarem se é viável mantê-los ou não no rebanho. 

Análise de membros/cascos

No Smartmilk também possui o menu “Análise dos membros/cascos” essa ferramenta nos proporciona uma análise automática e rápida da porcentagem de casos e repetições de claudicação: por tipo de lesão, por tempo (mês), por parto, por estado.

Análise dos membros/cascos em software de gestão

relatório e analise de membros e cascos no smarmtilk

Com todas essas informações disponíveis no Prodap smartmilk, os profissionais da cadeia do leite podem ter previsibilidade financeira, ficando sempre inteirados sobre quais animais estão com saúde em dia produzindo grande volume com qualidade.   

O Smartmilk é o Software de gestão da pecuária leiteira que ajuda o produtor a tomar decisões baseadas em dados concretos e que mostra os resultados de maneira simples, integrando os dados zootécnicos do programa com os econômicos. 

Agende uma conversa com um dos nossos consultores e assista a uma apresentação personalizada do Smartmilk

 

Sobre Kézia Menezes

Graduanda em Medicina Veterinária no Centro Universitário de Belo Horizonte (UNI-BH), atua como estagiária comercial na cadeia do leite na PRODAP. Acredita que a gestão tecnificada é o caminho pro sucesso na produção de leite juntamente com a valorização da atividade. 

Deixe seu Comentário

Você também pode se interessar

Fique por dentro das nossas novidades

Inscreva-se em nossa newsletter